Curiosidades, Notícias, Dicas, Códigos

sexta-feira, 29 de junho de 2012

On 2:05 PM by Fabrício in , ,    No comments
/*


Muitas vezes, não importando qual é o navegador utilizado, teclas de atalho facilitam a vida de muitas pessoas. Mesmo assim, existem vários atalhos que são compartilhados por todos os browsers do mercado e que não são de conhecimento dos seus usuários.


Pensando nisso, reunimos algumas teclas que podem melhorar a sua navegação, seja no Chrome, Firefox, Opera ou Internet Explorer.


Abas 

Ctrl+1-8: Troca de abas, conforme a ordem que elas estão abertas;
Ctrl+W ou Ctrl+F4: Feche a aba atual;
Ctrl+Shift+T: Reabrir a última aba que foi fechada;
Ctrl+T: Abrir uma nova aba;
Ctrl+N: Abrir uma nova janela.


Navegação


Alt+esquerda, Backspace: Voltar uma janela;
Alt+direita, Shift+Backspace: Avançar uma janela;
F5: Atualizar a página;
Ctrl+F5: Atualiza a página e o cache do site;
ESC: Para de carregar;
Alt+Home: Abrir a página inicial.


Visualização


Espaço ou Page Down: Descer a uma janela;
Shift+Espaço ou Page Up: Subir uma janela;
Home: Vai para o topo da página;
End: Vai para o final da página.


Barra de Endereços


Ctrl+L ou Alt+D ou F6: Editar a barra de endereços;
Ctrl+Enter: Caso você digite apenas uma palavra na barra de endereços (“Google”, por exemplo), o atalho inclui WWW. e “.com” no começo e final do termo;
Alt+Enter: Abre o endereço digitado na barra de endereços em uma nova aba.


Histórico e Favoritos


Ctrl+H: Abre o histórico do navegador;
Ctrl+J: Abre janela de downloads;
Ctrl+D: Favorita o site atual;
Ctrl+Shift+Del: Abre a janela de limpeza de histórico do navegador.

Funções variadas



Ctrl+P: Imprime a página atual;
Ctrl+U: Abre o código-fonte da página (não funciona no Internet Explorer);
ALT+F4: Fechar navegador


Existem mais atalhos que você conheça e que não estão nesta lista? Compartilhe nos comentários.


FONTE: www.tecmundo.com.br
*/

OPINIÃO:
Para quem trabalha com computadores não é nenhuma novidade essa lista de atalhos. Mas vale lembrar que mesmo quem sabe e não usa, não ve o quento esses atalhos podem tornar mais dinamico e rápido o trabalho.
Fica a dica pra quem quer largar um pouco o mouse de mão...



On 10:53 AM by Fabrício in , ,    No comments
/*


A Microsoft detalhou os planos de atualização de versões antigas do Windows para o Windows 8.


Usuários de algumas das versões do Windows XP, do Vista e do 7 poderão atualizar a plataforma mantendo algumas vezes apenas parte dos arquivos e programas instalados, segundo a CNET.


Quem tem Windows 7 Starter, Home Basic e Home Premium poderá manter todas as configurações, arquivos pessoais e programas ao instalar a versão mais básica do Windows 8.


Já o Windows 8 Pro poderá ser instalado em máquinas com Windows 7 Starter, Home Basic, Home Premium, Professional e Ultimate mantendo todos os arquivos e configurações.


Usuários do Vista sem o SP1 poderão instalar a versão básica do Win8, mas terão apenas dados pessoais mantidos. Quem tem o SP1 conseguirá manter os dados pessoais e configurações de sistema.


E, por último, os usuários do Windows XP com o Service Pack 3 poderão atualizar o sistema para o Windows 8, mas só conseguirão manter os dados pessoais da instalação antiga.


O Windows 8 será lançado até o fim do ano pela Microsoft. A empresa liberou no começo do mês a última versão de testes para o consumidor final e a expectativa do mercado é que fabricantes já comecem a receber a versão final do sistema no mês que vem para começar a colocar computadores com Win8 no mercado no último trimestre do ano.


FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/
On 10:49 AM by Fabrício in ,    No comments
/*


A partir de hoje, o Microsoft Office 365 para Educação está disponível gratuitamente a todas as instituições de ensino do mundo. O serviço, baseado na nuvem, inclui versões online das soluções Microsoft Office, Microsoft Exchange, Microsoft SharePoint e Microsoft Lync. Ou seja, instituições poderão ter acesso a edição e compartilhamento via internet de documentos Word, Excel e PowerPoint.

A Microsoft também oferecerá outras versões do Office 365 para Educação com recursos adicionais e possibilidade de instalação de programas a preços mais acessíveis para instituições acadêmicas que variam de US$ 2,50 a US$ 6 dólares mensais por usuário.

"As escolas enfrentam orçamentos apertados e pressão para inovar e nós oferecemos tecnologia gratuita de qualidade para que elas possam modernizar suas práticas de ensino e prepararem os alunos para o atual mercado de emprego", afirmou Eduardo Campos, gerente geral de Office da Microsoft Brasil.

Com a novidade, os alunos poderão de grupos de mensagens instantâneas ou conversas por vídeo, criar documentos, compartilhar anotações de aula, sincronizar documentos e criar portfólios digitais. Já os professores poderão criar projetos de aula, gravar palestras e publicá-las em sites de aulas online, onde os alunos poderão visualizar, abrir, produzir, editar e compartilhar sua lição de casa.

As instituições de ensino interessadas em adotar a solução devem solicitar uma versão de testes para um período de 30 dias por meio do site. Para as que já utilizam o Microsoft Live@edu, que é um conjunto de serviços na nuvem para comunicação como email e mensagem instantânea, a transição para a nova oferta será gradual.



FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/

quinta-feira, 28 de junho de 2012

On 11:01 AM by Fabrício in ,    No comments
/*

O Google abriu inscrições para seu curso online para ensinar usuários a mexer com seu mecanismo de buscas. A ideia é que os alunos adquiram conhecimentos avançados sobre a ferramenta, mostrando recursos que nem todos têm conhecimento.

As aulas do Power Searching with Google (Busca Avançada com o Google, em tradução livre) poderão ser assistidas por qualquer usuário cadastrado. Serão gratuitas e terão a duração de 50 minutos e serão liberadas às segundas, quartas e sextas - começando pelo dia 10 de julho e encerrando no dia 19.

"Power Searching with Google é uma curso online baseado em técnicas de pesquisa e em como usá-las para resolver problemas do dia a dia", diz a página oficial do curso. O conteúdo programático inclui atividades interativas para praticar as novas habilidades; oportunidade de conectar com usuários utilizando o Google Groups, Google+ e Hangout; além de um certificado de conclusão de curso, enviado por e-mail aos usuários que frequentarem todas as aulas e passarem no teste final.

Você pode garantir sua vaga no link www.google.com/insidesearch/landing/powersearching.html. As inscrições serão aceitas até dia 16 de julho.


FONTE: idgnow.uol.com.br
*/
On 10:59 AM by Fabrício in , ,    No comments
/*

Apesar da Microsoft sempre ter destacado com certa frequência as melhorias e novidades do Internet Explorer 10 no Windows 8, a companhia ficou praticamente no silêncio a respeito do navegador e o Windows 7, sistema operacional da empresa que está presente em 44% dos PCs que possuem o software da empresa.

No ano passado, quando a multinacional apresentou o IE10 pela primeira vez, a companhia prometeu que o novo browser rodaria não só na versão desktop do Windows 8, mas também no Windows 7, lançado em 2009.

Apesar da companhia de Redmond ter atualizado os previews do navegador para Windows 8 seis vezes, quando liberou o preview do Windows 8, no fim de maio, completou-se quase um ano que não há nenhuma prévia do IE10 para o Windows 7 - a última versão compatível com o software atual da empresa foi liberada em junho de 2011.

Um documento voltado para desenvolvedores continua garantindo que “assim que for lançado, o Internet Explorer 10 estará disponível para Windows 7, Windows 8, Windows Server 2008 e Windows Server 2012”. Um porta-vez da companhia confirmou que a Microsoft está comprometida a produzir uma versão do browser para o Windows 7, mas sem informar data ou prazo, os usuários ficam impacientes.

Em novembro do ano passado, a Microsoft afirmou que iria enviar versões beta e RC (release candidate) do IE10 para seu atual sistema operacional, “antes da disponibilidade geral do IE10”. Entretanto, não está claro se esses planos ainda estão de pé, já que o IE 10, pelo menos no Windows 8, está a poucos meses de aparecer.

A Microsoft, todavia, não quis comentar o assunto e não afirmou se vai, de fato, liberar as versões do IE10 antes do lançamento final do browser. Usuários e desenvolvedores web ficaram irritados com a companhia, argumentando que o este silêncio irá prejudicar as chances de adoção do browser. A maiores perguntas - quando o IE10 a Microsoft planeja lançar o Windows 7 e se essa edição será idêntica àquela do Windows 8 - também permanecem sem resposta.

Há especulações de que o IE10 não deve aparecer na atual versão do sistema operacional até a Microsoft enviar aos usuário o segundo Service Pack (SP2). Baseado na trajetória da empresa, o prazo já está quase vencendo: o SP2 do Windows XP apareceu três anos depois da edição de lançamento, enquanto que o SP2 do Vista apareceu dois anos depois de sua chegada ao mercado; vale lembrar que o Windows 7 chegou às lojas em outubro de 2009. 



FONTE: idgnow.uol.com.br
*/
On 10:53 AM by Fabrício in ,    No comments
/*

Quem viveu durante o início da década de 70, talvez tenha tido o privilégio de acompanhar passo a passo o crescimento de produtos que hoje são considerados verdadeiros clássicos. Um deles é o Atari, que completa 40 anos nesta quarta-feira (27/06).

A empresa foi criada em 27 de junho de 1972 por Nolan Bushnell e Ted Dabney, e lançaram em novembro do mesmo ano o jogo Pong. Em 1976, a companhia foi vendida para a Warner Communications, que tratou de alinhar os objetivos da instituição. Não demorou muito até que o Atari 2600, primeiro console comercial chegasse ao mercado, em 1977. Ele rapidamente se tornou um sucesso de vendas e popularizou o conceito de videogames domésticos. Antes - e só quem é da época sabe - era necessário ir até bares ou lanchonetes para jogar em máquinas e fliperamas.

Não há como falar de Atari sem citar os mais de 400 clássicos da empresa, como Enduro, Pac Man, Hero, Bobby is Going Home, Asteroids, Battlezone, Pitfall, Montezuma Revenge e Atari Footbal. No Brasil, o aparelho mais popular foi o Atari 2600, na década de 80, mas dois anos antes, em 1978, até mesmo o jogador Pelé foi garoto-propaganda da companhia.

De lá para cá, os anos passaram e a Atari perdeu espaço para outras organizações, como a Nintendo e a Sony, que lançaram consoles top de linha nas décadas de 1980 e 1990. Atualmente, a empresa já não produz mais videogames, apenas jogos, e mudou seu foco para o mercado móvel.

A decisão foi bem pesada, pois, mesmo com produtos de alto poder gráfico, como o PlayStation 3 e o Xbox 360, os games para Atari continuam vendendo como água. Só neste ano, já foram baixados mais de 10 milhões de títulos disponíveis em lojas como a App Store e no próprio site da companhia.

Uma dica para relembrar como é jogar estes games é acessar o site Jogos de Atari. E para quem tem iPhone iPad ou iPod Touch, a bola da vez é o app Atari's Greatest Hits, com uma seleção de títulos que podem ser jogados direto do seu dispositivo.

Veja abaixo um vídeo sobre os 20 melhores jogos da empresa. E aí, você foi da época do Atari? Conte para gente sua experiência.



 

*/

segunda-feira, 25 de junho de 2012

On 11:43 AM by Fabrício in , , ,    No comments
/*


O Windows XP chegou às lojas em outubro de 2001. Com grandes novidades em sua interface, aos poucos ele foi conquistando as pessoas de todo o mundo. Mesmo tendo o criticado Internet Explorer 6 como navegador oficial, o SO sempre trabalhou com muita solidez e velocidade nunca antes vista.


Além disso, desde o começo, ele sempre funcionou de forma muito robusta, apresentando poucos problemas com relação a congelamentos e a temida tela azul da morte. E quem utilizou Windows 95 ou 98 sabe muito bem que, antes do XP, esses acontecimentos eram rotina.


Porém, dizem que tudo na vida tem um ciclo – e com o SO mais utilizado de todos os tempos isso não é diferente. Os recursos do Windows XP estão ficando ultrapassados, e a Microsoft já anunciou o fim do suporte ao software. Parece que aquele momento chegou: é hora de você partir para um novo sistema operacional.


Atualizações serão descontinuadas


Não somos nós que estamos decretando o fim do Windows XP. Quem faz isso é a própria Microsoft, que anunciou de forma oficial a interrupção de qualquer suporte ao SO. A data já foi cravada: 8 de abril de 2014. Ou seja, você tem menos de dois anos para pensar em qual será o seu próximo sistema operacional. E não se trata só do Windows XP. O Office 2003 também não contará mais com o suporte da companhia.




Fim do suporte tem data marcada
Segundo a companhia, a descontinuidade do software se deve a vários fatores. A chamada Política de Ciclo de Vida de Suporte, desenvolvida pela empresa junto aos seus clientes, aponta um tempo de 10 anos para que esse acompanhamento seja realizado.


Além disso, a evolução da tecnologia requer, inevitavelmente, que novas soluções sejam criadas, tudo para que as demandas inovadoras em TI, aquelas que não existiam 10 anos atrás, possam ser atendidas da maneira correta.


Por fim, a Microsoft também cita o fato de que as vendas do Windows 7 e do Office 2010 superaram as do XP, sendo as versões com melhor desempenho mercadológico da história. E a prova disso é o fato de que o 7 já é mais utilizado que o XP, pelo menos nos Estados Unidos.


Riscos


O fim do suporte dado pela Microsoft é determinante para que uma série de problemas comece a surgir com mais frequência no Windows XP. Atualizações de segurança, por exemplo, não estarão mais disponíveis, algo capaz de comprometer os dados do seu computador.


Pacotes de melhorias e compatibilidade, além dos drivers, também não vão mais aparecer. Que tal comprar um novo mouse wireless e não poder utilizá-lo? No caso de empresas, esses problemas podem ser ainda maiores, pois, além de o sistema ultrapassado atrapalhar a produtividade dos empregados, os bancos de dados da companhia estarão sempre à mercê dos riscos e brechas de segurança.


Isso inclusive já é de conhecimento público, uma vez que várias pesquisas apontam o Windows 7 como sendo comprovadamente mais seguro que o seu irmão mais velho, como esse relatório da própria Microsoft foi capaz de mostrar.


Desenvolvedores também abandonarão o barco
Com a descontinuidade anunciada pela gigante de Redmond, inevitavelmente o número de pessoas que utiliza o Windows XP deve cair drasticamente. E, como os desenvolvedores não têm tempo e dinheiro a perder, eles vão para onde houver maior potencial de mercado.


Com isso, não só o sistema operacional perde suporte como praticamente tudo o que você utiliza também será “abandonado”. Isso diz respeito não só a aplicações normais, mas também a ferramentas de sistema e programas essenciais para uma melhor experiência de uso. Dessa forma, problemas de compatibilidade, falta de grandes novidades e lentidão serão cada vez mais comuns em computadores com o SO.


A Microsoft tem razão?


Em uma postagem assinada por Kristina Libby e publicada no Windows Experience Blog, a companhia traz até mesmo um infográfico para mostrar como o mundo da tecnologia evoluiu nos últimos 10 anos, ilustrando de forma criativa a necessidade de todos nós nos atualizarmos.


E nesse ponto a Microsoft tem razão. Muitas pessoas apresentam certa resistência na hora de adotar coisas novas, mas quase sempre isso é necessário. Um exemplo simples: você estava satisfeito com as fitas VHS, porém, hoje em dia, com certeza não abre mão do DVD ou do Blu-ray para utilizar um antigo videocassete.


As necessidades mudam à medida que a tecnologia avança. Se para rodar o Windows XP era preciso ter um PC com processador de 300 MHz, atualmente uma máquina dessas é lenta até mesmo quando comparada a celulares. E, com os hardwares avançados de agora, contar com um SO que saiba “o que fazer” com todos esses recursos é fundamental.


O Windows 7 já conta, por exemplo, com várias ferramentas de gerenciamento de energia, algo fundamental, uma vez que o mercado de computadores móveis cresceu vertiginosamente nos últimos anos. Já o próximo SO da Microsoft trará a interface Metro e toda a adaptação necessária para ser compatível também com os tablets – produtos que nem imaginávamos utilizar em 2001, ano de lançamento do XP.


E agora, para onde correr?
Como a Microsoft ainda suportará o Windows XP até abril de 2014, você tem cerca de 22 meses para escolher como vai se atualizar. Para usuários domésticos é bastante tempo, mas empresas precisam correr para se adaptar às novidades trazidas por sistemas diferentes.


E a escolha é sua. Há várias alternativas ao seu dispor – e que incluem não só os sistemas da Microsoft, Windows 7, 8 ou Vista (sim, este último é brincadeirinha!), mas também outros tipos de SO, como o Linux ou o OS X.





A grande batalha das fabricantes de PCs para conseguir baratear os produtos e conseguir vendê-los por preços mais baixos acabou incentivando a evolução de algumas distribuições do mais famoso sistema operacional livre do planeta. O Ubuntu, por exemplo, é muito popular e bastante elogiado. Além disso, se você vai trocar de máquina, pode também considerar a compra de um Mac e começar a experimentar tudo o que o OS X tem de diferente do Windows.


Agora, se você não se vê longe dos sistemas operacionais da Microsoft, há duas opções disponíveis: adotar o Windows 7 imediatamente e já começar a usufruir de todas as suas funcionalidades ou, então, aproveitar esses últimos meses de vida do XP para ver qual será o desempenho do Windows 8 – para só depois tomar uma decisão.


Há quem acredite que o próximo SO será um fracasso, e que o Windows 7 repetirá o feito do XP, que atropelou o Vista e se manteve firme até os dias de hoje. Porém, como nós não podemos prever o futuro, nos resta somente esperar e ver como será o desempenho e aceitação do novo sistema.


 

Até por isso, uma boa alternativa pode ser ficar em cima do muro. A Microsoft estuda oferecer descontos muito atraentes para quem tiver recém-adquirido o Windows 7 e, no ano que vem, quiser migrar para o novo sistema operacional.


Não largo por nada!


Bem, se você é fiel até o fim e não quer abandonar o Windows XP de jeito nenhum, saiba que a Microsoft não vai “proibir” ninguém de utilizar o SO. Caso você tenha que reinstalar o sistema, por exemplo, a ativação continuará funcionando normalmente.


Além disso, para os mais otimistas, existem chances de a falta de atualizações não fazer tanta diferença assim, pelo menos no que diz respeito às brechas de segurança. O pensamento é: em 2014, poucos malwares serão desenvolvidos exatamente para o XP. E, depois de cerca de 12 anos de suporte, não é possível que a Microsoft tenha deixado algo relevante passar.


.....


E você, ainda utiliza o Windows XP? Concorda com a Microsoft e acha que chegou a hora de ele se aposentar ou acredita que o sistema operacional ainda tem muito combustível para queimar?

FONTE: tecmundo.com.br
*/

On 11:34 AM by Fabrício in , ,    No comments
/*


Fotógrafos estão condicionados a pensar em megapixels, entretanto pesquisadores da Universidade Duke foram muito além da métrica, e desenvolveram a primeira câmera com gigapixels para uso geral.

O equipamento da universidade utiliza 98 sensores de 14 megapixels cada para costurar as imagens, alcançando um ótimo nível de detalhe. A contagem de pixels é alta o suficiente para que objetos distantes do primeiro plano possam ser cortados para que pareçam fotos tiradas de perto com uma câmera convencional. A 1 quilômetro de distância, a câmera pode identificar objetos de até 3.8 centímetros.

Os pesquisadores afirmaram que a Aware-2 utiliza uma abertura de 16mm para capturar as fotos, e consegue até três imagens de um gigapixel por minuto. “Câmeras gigapixel ubíquas podem transformar o principal desafio da fotografia, partindo da questão ‘para onde apontar a câmera' para 'como extrair os dados’”, afirmaram os pesquisadores, em um artigo publicado na revista Nature.

A Aware-2 não é a primeira câmera gigapixel desenvolvida, entretanto, de acordo com informações do Gizmodo, os outros dispositivos podem capturar imagens apenas em campos de visão muito restritos, sendo assim, os fotógrafos teriam que registrar uma sequência de fotos enquanto se movimentam para criar uma cena inteira.

No entanto, ela não é exatamente um modelo de equipamento amigável ao consumidor. A versão atual pesa cerca de 45 quilos e é praticamente do tamanho de dois micro-ondas, conforme afirmou o Wall Street Journal (no site do jornal há um infográfico em inglês que mostra detalhes sobre o funcionamento da câmera). Cada foto demora aproximadamente 18 segundos para ser registrada (uma limitação dos computadores atuais, e não da câmera em si) e captura fotos apenas em preto e branco, entretanto uma câmera de 10 gigapixel deve estar pronta até o final do ano.

Os pesquisadores receberam um investimento de 25 milhões de dólares do Departamento d Defesa dos EUA, pois a DARPA (Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa) está interessada nesse tipo de câmera para propósitos de vigilância. Entretanto, não há informações a respeito de quando a tecnologia se tornará portátil.

Enquanto isso, você pode brincar com o Nokia 808 PureView, celular com câmera de altíssima resolução que cabe no bolso. Todavia, os 41 megapixels do celulares ficam 959 megapixels atrás do “brinquedo” de Duke.


 FONTE: idgnow.uol.com.br
*/

terça-feira, 19 de junho de 2012

On 4:52 PM by Fabrício in ,    No comments
/*

Um estudo comentado na edição desta segunda-feira do The New York Times relaciona determinados comportamentos de usuários da internet com indícios da depressão. Os pesquisadores do departamento de Ciência e Tecnologia da Universidade de Missouri escolheram um grupo de 216 pessoas, avaliaram quais delas poderiam sofrer com a doença – cerca de 30% - e depois monitoraram os seus hábitos online. A descoberta? Existem padrões que unem quase todos aqueles  que apresentam o distúrbio psicológico.

O perfil 'depressivo' delineado pelo estudo se confunde bastante com a noção geral do que é um nerd ou um aficionado em tecnologia. De acordo com os cientistas, pessoas depressivas tendem a usar excessivamente o e-mail e ferramentas de bate-papo, exageram na atenção que dão ao compartilhamento de arquivos, usam diversos sites e aplicativos ao mesmo tempo e adoram videogames.

O uso excessivo e desorganizado da internet indicaria que pessoas com esses hábitos teriam mais tendências de desenvolver distúrbios de concentração, ansiedade e humor. Os pesquisadores pretendem criar um software que ajude essas pessoas a admitirem que enfrentam problemas e que as ajude a tratá-lo.

A tese completa poderá ser lida no próximo número da revista acadêmica IEEE Technology and Society.



FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/
On 1:15 PM by Fabrício in , , ,    No comments
/*

Depois de muito mistério, a Microsoft revelou na noite desta segunda-feira (18/06) o que todos esperavam, confirmando os rumores dos últimos dias. A empresa revelou em Los Angeles (EUA) o Microsoft Surface, um tablet que roda o novo sistema operacional Windows 8 e chega ao mercado de para tentar combater líder iPad, da Apple. A grande novidade é que, ao contrário dos seus rivais, o dispositivo já virá com capa e teclado embutidos.

A breve conferência começou com a entrada do presidente-executivo da companhia ao palco, Steve Ballmer. O CEO contou um pouco da história da empresa e de como foram grandes os investimentos em vários produtos ao longo dos anos, passando pelo lançamento do mouse, teclado e câmeras filmadoras até chegar aos mais recentes, como o Kinect e o Xbox 360.

Em seguida, foi a hora de anunciar o Surface. "Assim como o Windows 1 precisava de um mouse, nós queríamos que o Windows 8 tivesse seu próprio aparelho, e tivemos nossa visão sobre o que poderia ser um tablet", explicou Ballmer.

O dispositivo vem equipado aplicativos do pacote Office e terá dois modelos: o Microsoft Surface, com Windows RT (versão para tablets), tela de 10,6 polegadas ClearType HD, memória de 32 GB e 64 GB, entradas microSD e USB 2.0, processador ARM, pesando apenas 676 gramas e com 9,3 milímetros de espessura. O segundo modelo - chamado Microsoft Surface Pro - virá com uma tela de 10,6 polegadas ClearType Full HD, entradas microSDXC e USB 3.0, capacidade de armazenamento de 64 GB e 120 GB, processador com a terceira geração de chips Core da Intel, roda plataforma Windows Pro 8, possui 13,3 mm de espessura e pesa 903 g. Esse modelo não vem com os programas Office.

Depois de Ballmer, foi a vez do executivo Steven Sinofsky contar mais novidades sobre o produto. "O Surface é um tablet que trabalha e joga do jeito que você quiser", disse Sinofsky. Foi ele quem apresentou a Touch Cover, a capa do tablet que, além de já vir acoplada ao aparelho, tem um teclado multitoque integrado. Ela tem apenas 3 mm e usa uma tecnologia sensível à pressão que capta os gestos de digitação, e estará disponível em várias cores. Outro adendo é o Kickstand, um suporte próprio que deixa o tablet em pé sem esforço.

Além disso, a Microsoft confirmou que o Surface terá uma série de acessórios. Entre eles uma caneta stylus - com dois sensores, um para o toque e outro para a tinta digital - que vê a proximidade do objeto na tela e deixa de receber os comandos dos dedos do usuário. Haverá também suporte à loja de aplicativos da empresa, para comprar música, filmes e mais - até houve uma demosntração de uma versão do Netflix feita exclusivamente para o Surface. Nas palavras de Sinofsky, "é o melhor Wi-Fi do mercado".

A versão mais simples do Microsoft Surface será lançada junto com o Windows 8, o que deve acontecer entre setembro e outubro deste ano. Já o modelo mais completo, o Pro, chega três meses depois.





FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/
On 11:08 AM by Fabrício in ,    No comments
/*

Uma recente pesquisa da RSA, divisão de segurança cibernética da EMC (NYSE: EMC), posiciona o Brasil como o principal alvo de criminosos digitais na América Latina. O país recebe atualmente 50,2% dos ataques de crackers e outras ações fraudulentas.

Segundo Roberto Regente, vice-presidente da RSA para América Latina e Caribe, o bom momento da economia brasileira e o crescimento do mercado de internet transformaram o país em uma fonte atrativa para atuação de criminosos. "O Brasil é hoje o quarto maior mercado de PCs do mundo e tem uma população muito conectada", afirma.

Em segundo lugar no ranking vem a Colômbia, com 24,3% das ações fraudulentas, e em terceiro o Chile, com 21,4%. México e Equador viram números de ataque muito menores no mês passado, e ocupam respectivamente a quarta e quinta colocação (1,5% e 1,2%). O restante dos países é responsável por menos de 1% do volume total de ataque registrado na região.

O relatório aponta que o phishing se tornou a principal maneira de ataque aos computadores. O método é uma forma de fraude eletrônica, caracterizada por tentativas de adquirir informações sigilosas de usuários na internet.

A pesquisa revela ainda que 40% das fraudes vêm de endereços hospedados nos Estados Unidos. "As empresas precisam estar atentas a esses crimes e buscar produtos e serviços mais seguros. Paralelo a isso, é necessário investir também em educação e conscientização para reduzir essas ações criminosas", alerta Regente.

FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/
On 10:54 AM by Fabrício in ,    No comments
/*

A operadora de telefonia britânica Vodafone revelou um protótipo de guarda-chuva que pode aumentar a frequência e qualidade do sinal do celular e recarregar a bateria do aparelho, ao mesmo tempo.

O Booster Brolly, como foi intitulado, está sendo desenvolvido pela Vodafone em parceria com a Universidade College London (Reino Unido). O produto é feito em fibra de carbono e possui 12 placas solares acopladas na parte superior, usadas para fornecer a energia necessária para a recarga da bateria do smartphone.

Além disso, uma porta USB no guarda-chuva permite conectar o dispositivo. De acordo com os criadores da ideia, o celular é recarregado em até três horas. A Vodafone pretende apresentar o Booster Brolly ao público durante o festival de música Isle of Wight, na Inglaterra, que acontecerá no dia 22 de junho.



FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/

segunda-feira, 18 de junho de 2012

On 10:29 AM by Fabrício in , ,    No comments
/*

Um novo modelo de propaganda online, que cresceu incríveis 203% em 2011 segundo um estudo da IDC (International Data Corporation), finalmente começa a ser usado por agências de publicidade brasileiras. Trata-se do real time bidding (RTB), um sistema de compra de mídia em tempo real através de leilões que promete alterar bastante o atual cenário da publicidade digital por aqui. Nos Estados Unidos, mais de 85% das agências e anunciantes já aderiram ao modelo e estima-se que 20% dos investimentos em mídia digital serão efetuados através de RTB até 2014. Até o Facebook anunciou nesta semana que está desenvolvendo um sistema para vender anúncios no modelo do RTB.

Utilizando-se do RTB, as empresas agora poderão comprar - de forma instantânea e com menos intermediários - banners que atingirão justamente o seu público alvo. Através de um software que usa dados particulares (1st party data) e de terceiros (3rd party data), é possível que os anunciantes identifiquem se as pessoas que navegam em determinada página se aproximam do seu target, o público-alvo de determinada campanha, e possam fazer lances em tempo real pelo espaço. Se a empresa vencer o leilão, a publicidade pode ser entregue em instantes.

Quem explica é Ana Maria Nubié, sócia da Agência Click, o principal escritório de publicidade digital do Brasil. "Agora as agências poderão comprar espaços com mais eficiência, com todo o processo sendo feito através da rede, e com isso haverá menos dispersão da publicidade", resume. Antigamente, a compra de publicidade online era feita por volume, sendo calculada pela quantidade de banners adquiridos em uma determinada página por um determinado período de tempo – com isso, o anúncio atingia muita gente que nem sequer estava interessada em vê-lo. Agora será possível que a compra de espaços seja feita por performance, de acordo com a audiência que frequenta determinado site, e com muito mais rapidez.

Segundo o publicitário Fabrício Bruzetti, diretor da Adnetik, a tendência é que a publicidade fique menos setorizada se o real time bidding for usado como complemento em ações publicitárias. "Fizemos uma campanha para vender carros sedan de luxo e usamos o real time bidding, e por isso conseguimos atingir um público específico sem termos que apostar necessariamente nos sites da mídia especializada em carros. Nós usamos dados de terceiros que nos mostraram quais os espaços frequentados por homens de 25/48 anos, com renda de até 180 mil dólares, que fizeram buscas por sedans de luxo nos últimos meses. Com esse modelo conseguimos atingir justamente as pessoas que buscamos".

Mas nem tudo será fácil para as agências, que terão que investir na recapacitação dos profissionais de publicidade. "O publicitário agora terá que ser muito mais focado em dados e terá que entender de tecnologias mais sofisticadas”, opina Ari Meneghini, diretor do Internet Advertising Bureau (IAB).

Meios de comunicação digitais e portais também terão que se adaptar ao novo sistema, mas devem ganhar bastante com a inovação. Com o RTB, os sites conseguirão vender a maior parte dos seus espaços publicitários através do novo sistema. Também será possível uma maior automatização do processo de vendas, e com isso virá uma redução de custos e um maior retorno sobre os investimentos. Os publishers podem definir quais áreas do seu site venderão através do RTB e qual o preço mínimo aceitável para cada uma delas. A principal vantagem é a venda de espaços que anteriormente poderiam ficar ociosos, já que é raro o site que consiga preencher todos os seus espaços com anunciantes. A tendência é que os portais comecem a se aproveitar melhor dos dados dos seus usuários, oferecendo um perfil específico de audiência para as agências e anunciantes. 



FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/

sexta-feira, 15 de junho de 2012

On 11:29 AM by Fabrício in , ,    No comments
/*

De acordo com o estudo "Indicadores de Mercado", elaborado pelo Interactive Advertising Bureau (IAB Brasil), a Internet superou os jornais e já é a segunda mídia no Brasil (atrás apenas da TV aberta), alcançando 12% do total (display+search).

Os dados são referentes aos três primeiros meses de 2012 e mostram que a Internet faturou mais de 840 milhões de reais, sendo 512 milhões em search (sites de busca) e 330 milhões em display (banners em site). Em 2011, esses números foram, respectivamente, de 1,88 bilhão de reais e 1,45 bilhão.

Segundo Ari Meneghini, diretor executivo do IAB Brasil, a Internet já é o meio mais utilizado pelos anunciantes, ficando atrás somente da TV aberta. “A mídia digital está mostrando seu potencial e se consolidando como uma das alternativas mais lucrativas para as empresas anunciarem seus produtos e serviços. O IAB estimou que o mercado brasileiro fechará o ano com participação de 13,7% e este desempenho no primeiro trimestre só confirma a nossa projeção”, completa.

De acordo com a pesquisa, a Internet tem 60% de penetração nas regiões metropolitanas do Brasil. O IAB diz que, em todos os países onde esse índice superou os 40%, os anunciantes migraram para a mídia digital.

Nos países desenvolvidos, a mídia online responde por 20% do mercado publicitário, em média. Na Inglaterra, ela chega a quase 32% do total.

Inter-Meios
De acordo com dados do Projeto Inter-Meios, a mídia internet está atrás apenas de Revista (360 milhões), Jornal (777 milhões) e TV Aberta (4,26 bilhões).

No entanto, o Inter-Meios não considera o mercado de search.
A diferença entre Internet e Revistas, no entanto, caiu de 93 milhões de reais no primeiro trimestre de 2011 para 30 milhões este ano.

FONTE:
idgnow.uol.com.br
*/
On 10:54 AM by Fabrício in ,    No comments
/*

Você está aborrecido com a sua operadora? Então já pode se sentir parte da maioria dos brasileiros, já que 70% da população está insatisfeita com a qualidade dos serviços prestados pelas operadoras de telefonia celular. As informações são do site Mundo do Marketing.

Em um estudo conduzido pela consultoria CVA Solutions, 7,2 mil clientes pré e pós-pagos em todo o país foram ouvidos, e 70% deles declararam estar dispostos a trocar de suas atuais prestadoras de serviços.

No que diz respeito às queixas sobre falta de sinal de serviço pré-pago, a TIM foi a mais citada com 75,3% de consumidores insatisfeitos, seguida pela Claro (73,3%), Oi (69,3%) e Vivo (62,9%). Já entre os clientes pós-pagos, a TIM também figura em primeiro lugar com 82,3% das queixas. Em segundo vem a Nextel (80,5%), Oi (76,7%), Claro (74,4%), CTBC (65%) e Vivo (61,8%).

Segundo dados da Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações (ABR Telecom), responsável pelas operações de portabilidade no país, entre 2008 e junho de 2012, 12 milhões de pessoas solicitaram a mudança de operadora de telefonia móvel, e 7 milhões da fixa. Do total, 5,3 milhões de fixos foram portados e 10,1% de móveis.

FONTE:
olhardigital.uol.com.br
*/
On 10:51 AM by Fabrício in , ,    No comments
/*


Você usa Internet Explorer? Então é melhor ficar atento quando acessar o site da loja de eletrônicos australiana Kogan. A empresa publicou na última quarta-feira (13/06) em seu blog oficial que, de agora em diante, vai cobrar uma taxa adicional de 6,8% sobre qualquer compra realizada no portal por usuários que utilizam o navegador Internet Explorer 7.

Segundo a Kogan, a companhia consegue manter os preços dos produtos baixos e competitivos porque usa a tecnologia para tornar o negócio simples e eficiente, mas que o browser da Microsoft pode retardar esse crescimento. "Uma das coisas que nos prejudica nesse sentido é o fato da nossa equipe de web ter que perder tempo para fazer com que o site apareça normalmente no IE7", diz no comunicado.

A recomendação é que, para quem faz uso do Internet Explorer 7, se atualize para navegadores mais modernos, como o Mozilla Firefox, Google Chrome ou, para quem não quiser abandonar o IE, versões mais recentes do próprio browser. Hoje, a sétima vesão do navegador da Microsoft ainda é usada por 3,43% das pessoas.

Os consumidores que acompanham o anúncio parecem estar satisfeitos com a indicação da Kogan. Muitos deles acreditam que a medida será boa para manter uma navegação mais prática, além de fazer com que esses clientes continuem fiéis ao site.


FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/

quinta-feira, 14 de junho de 2012

On 11:40 AM by Fabrício in , ,    No comments
/*

 

Há alguns anos, a Mozilla tinha todos os holofotes voltados para ela - o Firefox era o primeiro desafiante à altura do Internet Explorer em muito tempo. A identidade da companhia com o open source melhorou a percepção do público, o que deu um bom começo para o projeto.

Contudo, há certo tempo, a Mozilla tem passado por maus bocados. Dados recentes mostram que o Google Chrome fez aquilo que o Firefox nunca conseguiu: tirar o IE do lugar mais alto do pódio do mercado de navegadores, destacando o efeito desastroso que a gigante das buscas ocasionou no principal produto da fundação Mozilla.

Com o crescimento da popularidade do Chrome, depois de seu lançamento oficial em 2008, também aumentaram os problemas enfrentados pela Fundação. Apesar dos dados da StatCounter apontarem que o navegador do Google causou mais danos ao IE durante sua ascendência, a parcela de mercado do Firefox começou a diminuir no início de 2011, enquanto o Chrome continuava crescendo.

Além disso, algumas das tentativas do Firefox para retomar o fôlego causaram alguns problemas. Usuários corporativos não ficaram satisfeitos com a mudança para um “estilo Chrome” de política de iteração rápida (diversas versões do browser em pequenos espaços de tempo) em 2011, sem falar no trabalho extra necessário para garantir a compatibilidade dos plug-ins; a companhia acabou decidindo começar a oferecer uma versão de suporte a longo prazo do navegador.

De acordo com informações do StatCounter, o Firefox está estagnado. Enquanto o browser começou uma lenta queda em 2011 (enquanto seu antigo adversário IE vive este mesmo comportamento desde o meio dos anos 2000), o crescimento abrupto do Chrome eclipsou completamente seu rival no fim do ano passado. O navegador do Google quase dobrou sua parcela de mercado no ano passado, crescendo 28% até o fim do ano, enquanto o Firefox diminui de 30% para 25% sua presença.

Polêmicas
As recentes polêmicas envolvendo a Mozilla também não ajudaram muito. A organização iniciou uma batalha pública para manter o H.264, tecnologia proprietária para codificação de vídeo, fora da web, lugando por uma alternativa open-source, porém foi forçada a anunciar que teria que ceder e começar a suportar o H.264 em março.

Além disso, a companhia anunciou este mês que a Microsoft efetivamente impediu a empresa de desenvolver uma versão do Firefox para o Windows RT. A variação do processador ARM, que rodará o Windows 8, só permitirá que o IE funcione no modo Windows Classic completo. “Na prática, isso significa que apenas o Internet Explorer poderá realizar muitas das funções avançadas de computação vitais para browsers modernos em termos de velocidade, estabilidade e segurança, que os usuários cresceram acostumados” escreveu Harvey Anderson, conselheiro geral da Mozilla, em um post no blog da empresa.

Então, o que o fabricante de um navegador problemático pode fazer? De acordo com o analista do IDC, Al Hilwa, a chave é uma ênfase contínua na abertura.“O Firefox tem uma postura de navegação para aqueles que não querem se alinhar com um ecossistema ou plataforma específicos ou pechinchar", diz ele.

A ideia relembra os dias de popularidade no início do Firefox – jogar como "forasteiro" tem comprovadamente dado certo para o navegador antes, por isso não é uma extensão enorme a ponto de fazer da Mozilla o “Davi contra os gêmeos Golias “da Microsoft e do Google.

Independentemente de como a companhia é vista, no entanto, o déficit em recursos disponíveis de desenvolvimento é um dos mais importantes, diz Hilwa. O Chrome, especificamente, é o resultado de um investimento "maciço" por parte do Google, e tem feito grandes avanços na integração do HTML5 e em desempenho.“O problema [para a Mozilla] é: eles podem manter a Pesquisa & Desenvolvimento alto?”, diz ele.

Voluntários
A incapacidade da Mozilla de corresponder aos recursos efetivamente ilimitados que o Google e a Microsoft podem despejar em seus produtos tem feito sua presença ser sentida. Por exemplo, a empresa anunciou recentemente que sua próxima loja de aplicativos web não daria, inicialmente, suporte ao Linux. Nas discussões do fórum, representantes da Mozilla disseram que a omissão de compatibilidade com o Linux era produto de uma base relativamente pequena de usuários do Linux, comparado com o sistema operacional da Mac e o Windows. Outro comentário, no entanto, do diretor de produto Asa Dotzler, parece implicar que a empresa simplesmente não tem o pessoal necessário para criar esse apoio. “Supondo que hackers do Linux pagos pela Mozilla estão ocupados com itens de maior prioridade, precisamos encontrar voluntários para ajudar”, escreveu ele.

Apesar de seus problemas recentes, o Firefox ainda está em uso generalizado, e o navegador é apenas um em uma série de projetos no âmbito de gestão da organização. Seu cliente de e-mail, o Thunderbird, é popular na comunidade open-source e é a opção padrão no Ubuntu, e o navegador Camino Mac é geralmente bem visto, se não amplamente utilizado.“Eles ainda têm uma forte comunidade e tecnologia”, diz Lyman da 451 Research.

Dito isso, a Mozilla provavelmente irá viver e morrer com o seu navegador principal. Com o Chrome continuando a ganhar usuários e a Microsoft se preparando para o Windows 8, o fabricante do navegador open-source possui grandes desafios para enfrentar.
 

FONTE: idgnow.uol.com.br
*/
On 11:36 AM by Fabrício in ,    No comments
/*

O Google está se defendendo de forma agressiva contra as acusações de que ele manipularia seus resultados de pesquisas baseados em seus anúncios pagos, e está encorajando usuários a procurar outros serviços, caso não gostem do que a gigante está fazendo.

Jeffrey Katz, CEO do site de comparação de compras Nextag, criticou a Google e suas práticas em um artigo publicado no Wall Street Journal, na semana passada. Katz escreveu que seu site de comparação de compras analisa o tráfego de pesquisas que recebe do Google e, por conta disso, ele pode dizer que "quando o Google modifica seus algoritmos pune efetivamente seus concorrentes", incluindo a Nextag.

"Nossos dados, os quais compartilhamos com o Comitê Judiciário do Senado em 21 de setembro de 2011, mostram sem sombra de dúvidas que o Google fez tais modificações. E, como resultado, passou de um site de busca para um de comércio - site esse cujo algoritmo de busca favorece produtos e serviços do Google e de empresas que são capazes de gastar mais com propagandas", escreveu Katz.

Mas a Google foi bem rápida em se defender. O vice-presidente sênior de engenharia da empresa, Amit Singhal, disse que os resultados da busca deles não são influenciados por pagamentos e que os seus "anúncios e experiências comerciais são claramente identificados e distintos dos resultados não pagos, e que recentemente anunciou novas melhorias para a rotulagem dos resultados comerciais."

O Google anunciou essas "melhorias" para 31 de maio e disse que, ao final do ano, sua busca para produtos estará limitada a anúncios pagos e terá um espaço reservado no chamado Google Shopping. A companhia disse que os resultados para compras serão melhor conduzidos dessa maneira porque "tendo contato comercial com as marcas, isso irá encorajá-las a manterem seus produtos sempre novos e atualizados."

Katz não é o único que vê problemas em como a Google está conduzindo seus serviços atualmente. "Inclusões pagas são um dos pecados originais que a Google listou como parte da filosofia "não seja mal". Mas, nos dias de hoje, parece que a companhia está bem confortável com as inclusões pagas, aumentando potenciais preocupações para editores e pesquisadores", escreveu Danny Sullivan, da Marketing Land.

Em resposta à acusação de Katz, Singhal afirmou que a Google faz mais de 500 modificações em seus algoritmos de busca por ano, visando ajudar os usuários, não os sites. "Nossos algoritmos são sempre projetados para dar aos usuários os resultados mais relevantes - e, algumas vezes, os melhores resultados não são sites e sim, um mapa ou previsões do tempo, um fato, uma resposta rápida ou uma imagem especializada, compras, voos ou um filme. E não é somente o Google. Bing, Yahoo e outros buscadores fazem o mesmo", escreveu.

O mais interessante, no entanto, foi o conselho que Singhal deu a qualquer um que não gostar dos resultados que site apresenta: eles podem ir em frente e procurar outro serviço. Ele, inclusive, compartilhou links diretos para o Bing, Yahoo, DuckDuckGo e Google Minus Google.



FONTE: idgnow.uol.com.br
*/

quarta-feira, 13 de junho de 2012

On 11:30 AM by Fabrício in ,    No comments
/*

Durante a E3, que aconteceu nesta semana de 5 a 7 de junho em Los Angeles (Estados Unidos), a Microsoft anunciou uma parceria entre a Nike e o Kinect. A ideia é levar a prática dos exercícios físicos para o videogame.

Com a parceria, o Kinect será conectado com a plataforma Nike+, integrando os dados de quem já usa o sensor no tênis ou o Nike Fuelband. Ou seja, aqueles que já estão familiarizados com o sistema de gerenciamento de exercícios da Nike poderá integrá-lo ao console e quem ainda não conhece, terá a chance de transformar o treino em uma brincadeira.

No vídeo abaixo você vê como esta integração vai funcionar e clicando aqui, você conhece outros games que te ajudam a entrar em forma.  





FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/
On 10:55 AM by Fabrício in , ,    No comments
/*

De acordo com uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira pela Ibope Nielsen, o número de internautas no Brasil cresceu para 82,4 milhões de pessoas neste primeiro trimestre de 2012. Segundo o estudo, o crescimento foi de 3% em relação ao mês anterior e 5% em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados levam em conta os acessos em casa, no trabalho ou em lanhouses.

O número de usuários que usaram a web em casa ou no trabalho em abril foi de 48,9 milhões, crescimento de 14% em relação ao mesmo período de 2011. 40 milhões de pessoas acessaram a internet majoritariamente de suas casas, crescimento de 14,2% se o dado for comparado com os colhidos em abril do ano passado.

O estudo ainda descobriu aumento do tráfego em sites de certos nichos, se comparados com o mês anterior – eventos (14,2%), estilo de vida (8,2%) gastronomia (5,5%) finanças (4,3%), hotéis (3,2%) são as áreas mais expressivas.



FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/
On 10:54 AM by Fabrício in , , ,    No comments
/*

Um representante da Asus disse ao Android Authority que o tablet Nexus, feito em parceria com o Google, será mostrado pela primeira vez no fim de junho - provavelmente durante o Google I/O.

Ele não deu detalhes, mas rumores apontam que o dispositivo, que será o primeiro tablet com a marca Nexus, terá uma tela de 7 polegadas, um chip quad-core NVIDIA Tegra 3, rodará o Android 4.1 e deve custar entre US$ 150 e US$ 250.

Como outros produtos da linha Nexus - como o smartphone Galaxy Nexus, conhecido no Brasil como Galaxy X - o tablet levará a marca Google, mas será feito por outra empresa - no caso, a Asus.

A Google I/O, conferência do Google para desenvolvedores. será realizado a partir do dia 27 de junho.



FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/

terça-feira, 12 de junho de 2012

On 11:25 AM by Fabrício in ,    No comments
/*

Um encontro da Organização das Nações Unidas (ONU) que será realizado em dezembro, em Dubai, vai discutir a possibilidade da instituição ter mais controle sobre a internet. Entre os planejamentos da organização está a criação de uma taxa de internet que poderá  dificultar o acesso a sites com alto tráfego como o Google e Facebook, especialmente pelos países em desenvolvimento como o Brasil. Com o novo imposto, sites populares pagariam taxas para continuar funcionando em países estrangeiros, fora dos Estados Unidos.

De acordo com o Cnet, o projeto faz parte de um documento vazado da União Internacional de Telecomunicações (ITU), organização responsável por padronizar e regular as ondas de telecomunicações do mundo. O documento ainda inclui negociações secretas que podem alterar os padrões da internet e permitir que governos monitorem as atividades online da população, além de restringir o acesso a determinados sites.

Esta não é a primeira vez que um projeto como este é proposto. Em 1999, um relatório da ONU sugeriu a criação de uma taxa para envio de emails em países em desenvolvimento. Em 2010, uma ideia semelhante também foi proposta, mas recusada dias depois.



FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/
On 11:10 AM by Fabrício in , ,    No comments
/*


O Hotmail receberá um novo design e ficará mais parecido com a interface Metro do Windows 8 ainda em 2012, segundo imagens conseguidas pelo site LiveSide.

A nova interface do serviço de email da Microsoft - chamado "Newmail" nas imagens, mas que, segundo o site, recebeu esse nome apenas em testes e continuará sendo o Hotmail - mostra um serviço bastante parecido com o Metro do Windows 8.

Ao clicar no logo do "Newmail", o usuário encontra uma barra de navegação com icones para mensagens, contatos, calendário e o SkyDrive.

O novo Hotmail deve ser mais rápido e intuitivo, e está sendo desenvolvido para funcionar tanto com teclado e mouse como para navegação a partir da tela de toque.


   


FONTE: olhardigital.uol.com.br/
*/

segunda-feira, 4 de junho de 2012

On 9:35 AM by Fabrício in , ,    1 comment
/*


Como já aconteceu diversas vezes, um novo sorteio falso de iPhone está enganando milhares de usuários no Facebook. Dessa vez, uma página portuguesa que afirma que irá sortear mais de 20 smartphones já atraiu mais de 70 mil pessoas na rede social.

Para participar da “promoção”,  o usuário precisa compartilhar a imagem com uma pilha de iPhones – essa foto, inclusive, já foi compartilhada em outros sorteios falsos desde o final do ano passado. A justificativa para o sorteio dos aparelhos é que eles estariam sem a película exterior de proteção para as caixas.

Atualmente com 150 mil fãs, a página A Tua Cara não me É Estranha (BRONCA) fez o seguinte anúncio em sua página: “Recebemos 22 iPhones 4S que não podem ser comercializados por se encontrarem sem e película exterior da caixa. Vamos SORTEAR os 22 iPhones através desta página a quem PARTILHAR esta imagem. A Oferta termina às 23:59 do dia 3 Junho. (sic).” Detalhe: a data do prazo do sorteio já foi alterada três vezes apenas durante a produção dessa reportagem.

Em meio aos mais de 7.500 mil comentários da imagem com os iPhones, é possível notar vários usuários afirmando que trata de um sorteio falso, enquanto outros parecem ignorar o aviso e comentam logo embaixo que querem ganhar um dos aparelhos.

Como a assessoria da Apple já afirmou anteriormente para a Macworld Brasil, a empresa não realiza nenhum tipo de sorteio de seus produtos.

Vale lembrar que é possível denunciar práticas fraudulentas desse tipo no Facebook ao simplesmente clicar na opção Denunciar Esta Foto, logo abaixo da imagem, e seguir os passos.


FONTE: idgnow.uol.com.br
*/

sexta-feira, 1 de junho de 2012

On 11:15 AM by Fabrício in , ,    No comments
/*

 A NetherRealm, produtora da famosa série de luta Mortal Kombat", anunciou nesta quinta-feira (31/05) o game Injustice: Gods Among Us, que trará heróis e vliões do universo da DC Comics para enfrentar uma série de inimigos.

O roteiro será feito exclusivamente para o título, e colocará os jogadores em um mundo "onde os limites entre o bem e o mal são turvos, vivendo a experiência de heróis e vilões em épicas batalhas em escala massiva". Devido a variedade de personagens, cada um possui habilidades e poderes diferentes - e sobrehumanos -, o que promete tornar as lutas em cenários violentos e destrutivos.

"Com 'Injustice: Gods Among Us', vamos criar uma franquia completamente nova com incríveis batalhas. A equipe extremamente talentosa da NetherRealm Studios está por trás do último sucesso de 'Mortal Kombat', e está desenvolvendo um game como nunca antes foi visto no gênero de jogo de luta", comentou disse Martin Tremblay, presidente da Warner Bros. Interactive Entertainment.

Por enquanto, entre os heróis estarão Super-Homem, Batman, The Flash e Mulher Maravilha, e nos vilões estão Arlequina e Solomon Grundy.

"Mal podemos esperar para revelar 'Injustice: Gods Among Us' porque proporcionará aos jogadores uma experiência épica enquanto travam batalhas como deuses na pele dos vilões e heróis da DC Comics", disse Ed Boon, diretor criativo da NetherRealm Studios. "Nossa equipe está entusiasmada na produção de um game de luta ágil, com incrível narrativa e personagens icônicos da DC Comics."

Injustice: Gods Among Us tem lançamento previsto para 2013, para as plataformas Nintendo Wii U, Xbox 360 e PlayStation 3. Mais informações no site oficial ou na fan page da Warner no Facebook.





FONTE: olhardigital.uol.com.br
*/